Full Moon

Passam poucos minutos do momento exacto da Lua cheia (19:40 horas de Lisboa).

Lua cheia no signo de balança, momento em que o Sol ilumina no máximo possível a Lua que no momento transita pelo signo de Carneiro, momento em que o máximo de Luz = a consciência pode ser alcançada no ciclo que atingiu à poucos minutos o seu auge.

Momento repleto de simbologia e propostas ou oportunidades para alcançar um novo nível ao nível das correctas relações Humanas e da individuação necessária ao processo.

Momento brindado pela união de Marte e Vénus, respectivamente regentes de Carneiro (Marte) signo onde transita a Lua, e Balança (Vénus) signo onde transita o Sol.

Brindado ainda pela bênção de um Úrano acabado de nascer no horizonte nascente, deixando no ar a auspiciosa proposta de que algo de novo acaba sem dúvida de surgir, o que também está implícito na união dos dois regentes desta lua cheia, que dão as mãos neste momento para mais uma dança, não é a primeira e sem duvida também não é a última.

Novo ciclo, nova dança, nova musica…

No eixo Carneiro/Balança, o signo que simboliza os pares, as relações, o equilíbrio tão desejado fora e tão necessário dentro…

O eixo dos arquétipos do um e do dois, e dois nunca será se um não se souber um… A dança nunca acontecerá em harmonia se cada um dos uns não estiver definido, se cada um não ocupar o respectivo lugar, consciente dos passos a dar. E se ambos quiserem guiar? E se ambos não souberem o passo a seguir…

Falo-vos nesta metáfora dos arquétipos feminino (Vénus) e masculino (Marte) que dentro de nós habitam independentemente do sexo. Falo-vos do dar e receber, do iluminar e ser iluminado, falo-vos até do respirar, porque respirar é também em si uma dança entre inspiração e expiração, entre expandir e contrair…a Vida é uma dança…

Falei de Carneiro/Balança como um eixo, pois são duas energias complementares e opostas. Não é possível expressar uma sem integrar a outra, antes de chegar a balança teremos de completar a etapa de Carneiro, antes sabermos como nos relacionar, temos de saber estar em nós, trabalhar o “EU” diríamos…

Diríamos que se trata de uma dança de laranjas inteiras porque uma metade já mais poderá completar-se a si própria quanto mais completar  outra 😉

A vida é feita de equilíbrios entre polaridades (+/-) …

Ensina-nos a Astrologia e muitas outras filosofias que o caminho se encontra no meio assim como a virtude.  🙂

Aproveito para deixar o “reeminder”

Dia 7 (sábado) iniciamos mais um novo ciclo de iniciação à Astrologia

As inscrições decorrem até amanhã. (inscreva-se aqui)

A proposta é que nunca a vida seja como antes 😉 e possamos crescer em consciência e auto-conhecimento.

Feliz Lua Cheia a Tod@s

Bons encontros especial convosco mesmos <3

 

Ana Luiza Barata

 

 

 

 

About Estrela D'Alma
Ana Luiza Barata é uma eterna estudante e investigadora na área da Astrologia e do desenvolvimento pessoal.

No Comments, Be The First!

Your email address will not be published.